Corte americano

A molecada só conhecia um único corte de cabelo: o “americano”. Não sei de onde surgiu o tal corte americano, mas esse era o terror da molecada. Consistia em raspar a cabeça, deixando um pequeno e horroroso topete. Creio que o corte era para retardar ao máximo a volta ao barbeiro, permitindo economizar alguns cruzeiros... … Continue lendo Corte americano

E o Brasil completou 200 anos…

O Brasil, como nação independente, completa 200 anos hoje. Quando eu nasci, o Brasil tinha 137. Depois de passar por monarquias, que duraram quase 70 anos, foi constituída a república federativa. Desde a independência tivemos 7 constituições, sendo a última conhecida como a “Constituição Cidadã”, promulgada em 1988. Cresci escutando que o Brasil é o … Continue lendo E o Brasil completou 200 anos…

Por um Natal solidário

Vivemos tempos escuros marcados por dúvidas e incertezas, mas é importante ressaltar que são as noites mais escuras que permitem ver as estrelas brilharem mais intensamente. Então, na noite de Natal, olhe para o céu, busque a estrela mais brilhante, e eleve o pensamento para renovar o espírito de esperança, coragem e compaixão que nos trouxeram … Continue lendo Por um Natal solidário

Pele Alva e Pele Alvo

Éramos todos seres humanos vivendo em harmonia, até que a fronteira imaginária do território nos separou, a raça nos segregou, a religião e a política nos dividiu e o dinheiro nos classificou. Desde então a desigualdade não parou de crescer, criando uma sociedade imoral e injusta, onde o direito à vida é decidido em base … Continue lendo Pele Alva e Pele Alvo

Paranoia racial

Em 2017 peguei um Uber em Atlanta, dirigido por Abraham Lincoln, um preto, forte, falante e cheio de dentes no riso. Achei que ele estava brincando, mas esse era mesmo o seu nome. Papo vai, papo vem, ele me confidenciou que estava trabalhando duro para juntar dinheiro e sair dos Estados Unidos. Quis saber por … Continue lendo Paranoia racial

Porque os cães vão para o céu

Vários cães fizeram parte da minha vida, embora um diferente do outro, algumas características sempre foram iguais em todos eles: a fidelidade, alegria, curiosidade e o amor. Assim foi com o Cacique, Lobo, Chita, Duque, Branquinha, Symba, Coca e a Nina. Uma pergunta que sempre me fiz é porque os cães vivem menos que os … Continue lendo Porque os cães vão para o céu

A casa do meu avô

A casa do meu avô era um templo sagrado, e ele uma entidade. O meu avô era visto como uma referência de honestidade, respeito e autoridade, pela família e vizinhos. A família era grande. Foram 14 filhos, criados com muita luta, mas com muito amor. O terreno da propriedade era grande, a casa era simples, … Continue lendo A casa do meu avô

Os contraditórios da vida

Quando você é adolescente parece que tudo e todos o incomodam, principalmente "sua mãe", aquela que se mete em tudo, aquela que não lhe dá espaço, aquela que te acorda pelas manhãs, dizendo: levanta, vai perder a hora, traz, guarda, arruma, cuidado... Basta você dizer que vai a algum lugar, pronto já começam as perguntas. … Continue lendo Os contraditórios da vida

Cavalo branco

Era um cavalo branco de cascos prateados que reluzia um brilho azulado nas noites enluaradas. Tinha a crina de pelos largos e irregulares em consonância com o rabo, bem preso em suas ancas rígidas e bem formatadas. De súbito, aparecia no cair das tardes quentes e trotava círculos regulares e perfeitos em galopes alegres e … Continue lendo Cavalo branco