Mulher

Publicado originalmente em – 08/03/2012

Se Deus criou algum ser mais perfeito do que a “mulher”, guardou para ele.

Formosa mulher que desabrocha da menina flor, revela sedução e beleza, ancoradas em maternal feminidade. Lá vem ela, desfilando; sim elas desfilam, não caminham simplesmente. Passos decididos e bem pisados, um a um, fazendo curvar o mais poderoso dos homens.

Ser de curvilíneas formas e instinto aguçado. Fêmea que a natureza quis te fazer matriz, sensual beleza que encanta o poeta, o pai, o filho e o espírito santo.

Equilíbrio harmônico de beleza, coragem e inteligência, é capaz de ser mulher amante e mãe em um instante. A mulher pode chorar de alegria e rir de tristeza e, de súbito, transformar delicadeza em felina ira para defender sua cria.

Às vezes hormonal, flutua entre a razão e sensibilidade, explodindo em emoção, que deixa aflorar o cristalino da alma, sem expor fragilidade, apenas mostrando a pureza feminina de mulher. Por natureza as mulheres odeiam a guerra, mas são capazes de lutar até a morte por seus valores e princípios.

Contradição única de mulher que sonha a realidade e vive sonhos concretos. Enxerga o oculto e faz que não vê a aparente evidência. Muitas vezes, esconde coisas de si mesma em nome da paz. Plural e singular multiplica-se no trabalho e se mantém exclusiva na paixão.

Mãe, esposa e amiga e ainda sobra tempo para simplesmente ser mulher. Simplesmente? Nada simples equilibrar ternura, amor incondicional, instinto, poder de sedução, se mantendo bela, frágil e sorridente. Frágil na aparência, forte nas atitudes.

Mãe, filha e avó, múltiplos papeis para um ser único, dotado de poderosa capacidade de mutação. Vida que no tempo avança, magia do novo encanto que a fase registra.

Tempo implacável que passa e deixa marcas, mas não apaga o encanto. Equilíbrio entre o viço da sensualidade e beleza madura que neutraliza a força do tempo.

Voz, formas e gestos que conquistam, encantam, enfeitiçam. Mulher soberano e controverso ser, fruto do milagre da criação. O mundo está em equilíbrio porque você existe, divina mulher.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.