A casa do meu avô

A casa do meu avô era um templo sagrado, e ele uma entidade. O meu avô era visto como uma referência de honestidade, respeito e autoridade, pela família e vizinhos. A família era grande. Foram 14 filhos, criados com muita luta, mas com muito amor. O terreno da propriedade era grande, a casa era simples, … Continue lendo A casa do meu avô

Uma pequena reflexão sobre a fome

A desigualdade social no Brasil é resultado de décadas de descaso e falta de ações concretas que permitam a sua redução. Com a chegada da pandemia, o caos se instalou, a pobreza ampliou, e o fosso social que era enorme passou a ser ainda maior, em especial, para a camada mais pobre da população. Conhecendo … Continue lendo Uma pequena reflexão sobre a fome

Dia Internacional da Mulher

Se Deus criou algum ser mais perfeito do que a “mulher” guardou para si! Acho injusto um único dia, no ano, para homenagear as mulheres. Talvez o mais correto seria celebrar todos os dias pares, e os ímpares também. Isso mesmo, todo dia deveria ser o dia delas! Formosa mulher que desabrocha da menina flor, … Continue lendo Dia Internacional da Mulher

Devaneio

Do nada, alguma coisa mágica, te fez surgir. Nunca a havia visto, mas a sua beleza contrastava com tudo ao seu redor, e a tornava ainda mais bela. Seu olhar inconsequente e malicioso me embriagou. Ao me acercar não pude resistir e, sem consultar, a beijei com paixão. Aquele beijo me provocou uma orgia de … Continue lendo Devaneio

Os contraditórios da vida

Quando você é adolescente parece que tudo e todos o incomodam, principalmente "sua mãe", aquela que se mete em tudo, aquela que não lhe dá espaço, aquela que te acorda pelas manhãs, dizendo: levanta, vai perder a hora, traz, guarda, arruma, cuidado... Basta você dizer que vai a algum lugar, pronto já começam as perguntas. … Continue lendo Os contraditórios da vida

Um Natal de sobreviventes

Somos todos sobreviventes! ​A expectativa era que 2020 fosse um ano par, literalmente, não foi! Ao oposto, esse foi um ano ímpar. Podemos afirmar com todas as letras que 2020 não encontra precedentes para a nossa geração. Estamos experimentando um dos mais assustadores episódios da civilização humana. Tanto é que nunca se consumiu tanto ansiolítico … Continue lendo Um Natal de sobreviventes

O dia que senti vergonha se ser branco!

Hoje, 20 de novembro, quando se celebra o dia da “Consciência Negra” amanhecemos com a triste e repugnante notícia que mais um preto foi brutalmente assassinado a luz do dia, em um supermercado, por uma razão injustificada e fútil. Apesar de que as circunstâncias desta morte precisam ser investigadas, o fato é que este homem … Continue lendo O dia que senti vergonha se ser branco!

Cavalo branco

Era um cavalo branco de cascos prateados que reluzia um brilho azulado nas noites enluaradas. Tinha a crina de pelos largos e irregulares em consonância com o rabo, bem preso em suas ancas rígidas e bem formatadas. De súbito, aparecia no cair das tardes quentes e trotava círculos regulares e perfeitos em galopes alegres e … Continue lendo Cavalo branco

Seus velhos chatos

Vocês se tornaram velhos chatos e cheios de saber. Julgam tudo e a todos, em base as suas criteriosas réguas. Criam regras para tudo, justamente em um momento de vida que poderiam relaxar mais, e viver de maneira menos sisuda. Creio que habitamos mundos diferentes, porque o mundo em que habito é mais plural, onde … Continue lendo Seus velhos chatos

Guerra de borrachas na classe

A professora saiu da sala por alguns instantes para buscar algo na sala dos professores, e eu sorrateiramente joguei a minha borracha no meu colega ao lado, ele virou para mim e a jogou de volta, eu abaixei e borracha acertou no colega do outro lado, que também revidou. Em alguns instantes metade da sala … Continue lendo Guerra de borrachas na classe